Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

Um pequeno cão corajoso e alerta

O West Highland White Terrier é um cão alegre, corajoso e ativo. Brincalhão e cheio de energia ele é capaz de se adaptar facilmente às situações.

Expressão sapeca, este pequenino combina força e agilidade como um grande terrier. É independente, compreensivo e devotado com seus donos.


Seu olhar é penetrante, vivo, atrevido. Seus olhinhos profundos são cor marrom escuro transmitindo inteligência. O pêlo deve ser duro e farto com macio sub-pêlo. Tem cerca de duas polegadas de comprimento na cor branca.

Não necessitam de cuidados especiais. São cãezinhos extremamente fortes e resistentes. Adoram brincar na neve e acompanham esquiadores e andarilhos por longos percursos.

O tamanho ideal é de 28 cm para machos e pouco mais de 25,5cm para fêmeas. 

Origem e história

O West Highland White Terrier (Terrier Branco das Terras Altas do Oeste) ou simplesmente Westie é um charmoso cãozinho branco, originário da Escócia. A palavra Terrier origina-se do latim terra e faz parte do seu nome por serem cães de caça; quando perseguem suas presas, cavam buracos na terra para pegá-las nas tocas.

A origem do Westie não é totalmente conhecida. Alguns dizem que ele descende dos terriers brancos espanhóis, outros dizem que ele é simplesmente uma variação branca do Cairn ou do Scottish Terrier.

Historiadores modernos da raça creditam ao Coronel Edward Donald Malcolm (1837-1930) o desenvolvimento da raça. Em meados dos anos 1860, enquanto caçava, o Coronel Malcolm teria atirado em seu cão favorito, um terrier marrom, pensando que fosse a presa. A cor da pelagem de ambos era parecida e ele acabou por matar seu fiel companheiro. Isso o deixou tão abalado que ele decidiu criar apenas cães de cor branca, para não correr o risco de atingir seus cães novamente. 


Outra história conta que foi em 1906, quando o English Westie Club adotou o padrão que pedia uma pelagem branca, que Malcolm passou a criar apenas os cães de pelagem branca.

O Coronel Malcolm desenvolveu a criação de cães caçadores brancos, com baixa estatura, grande coragem e determinação e duas camadas de pêlos: a superficial mais longa e dura e um subpêlo macio, curto e bem denso para protegê-los contra mordidas de outros animais e da temperatura extremamente fria das 'Highlands'. O que ele conseguiu foram cães de características parecidas com o Westie que conhecemos hoje.

Muito conhecido nos Estados Unidos e Europa, o Westie ficou famoso no Brasil durante a campanha publicitária do portal de internet IG. A cadelinha Westie norte-americana Micky, de seis anos de idade, estrelou o comercial e, com seu jeito cativante e meigo, imediatamente despertou a curiosidade sobre a raça e conseqüentemente a procura por filhotes.


Em 1999 foram registrados 128 exemplares da raça no Brasil, e em 2000, 334, um número muito pequeno, mas que comprova o aumento da procura. No ranking de registros de nascimentos anuais da Grã-Bretanha é a terceira raça mais registrada. Na França é a oitava. No Brasil, em 2000, foi a 42ª raça em quantidade de registros. 

 

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1